terça-feira, 21 de agosto de 2012

Niall Ferguson contra Obamaworld


Na edição mais recente da revista americana Newsweek, o historiador e professor da Harvard University Niall Ferguson tenta mostrar por qual razão Obama não deve ser reeleito presidente dos Estados Unidos.

Os críticos acusam Ferguson de deliberadamente utilizar as informações de maneira equivocada (as reações ao texto podem ser lidas aqui). Seus adversários querem sangue e pedem sua cabeça para a Newsweek e para a Harvard University, o que demonstra, provavelmente, o real objetivo do levante.

Ferguson já respondeu aqui e aqui:
My critics have three things in common. First, they wholly fail to respond to the central arguments of the piece. Second, they claim to be engaged in “fact checking,” whereas in nearly all cases they are merely offering alternative (often silly or skewed) interpretations of the facts. Third, they adopt a tone of outrage that would be appropriate only if I had argued that, say, women’s bodies can somehow prevent pregnancies in case of “legitimate rape”.
Os que acompanham este blog sabe que gosto da obra de Ferguson e de seu talento para debater, e entre ele e os seus críticos, incluindo Paul Krugman, fico com Ferguson.

Leitura recomendada:

- Intellectual power and responsibility in an age of superstars.